Sociedade de Advogados Barrichello

+ 55 (19) 3433.8329

Entenda regras de planos de saúde para o aposentado que foi demitido

Entenda regras de planos de saúde para o aposentado que foi demitido

ILEGALIDADE - Hoje falarei sobre planos de saúde, especificamente de uma situação que está acontecendo todos os dias em nosso país e que é ilegal.

PLANO DE SAÚDE DA EMPRESA - Muitas pessoas trabalham para empresas que fornecem a eles como um benefício o plano de saúde coletivo da empresa, ou seja, os trabalhadores da empresa possuem um plano de saúde para eles e seus familiares enquanto estão trabalhando naquela empresa.

TEMPO DE EMPRESA E APOSENTADORIA - Acontece que muitos desses trabalhadores ficam na empresa por mais de 10 anos contínuos e se aposentam nessa empresa continuando a lá exercer sua profissão mesmo aposentados. Até aqui tudo bem.

O PROBLEMA COMEÇA AGORA - Quando esses trabalhadores, com mais de 10 anos de empresa e já aposentados são demitidos, pela lei 9656/98, eles e seus dependentes tem direito a continuar com o plano de saúde da firma, por todo restante de sua vida, desde que eles paguem o valor total que a empresa pagava mensalmente à operadora do plano de saúde. (Valor total é a parte da empresa e a parte que era descontada no holerite do funcionário)

PROIBIÇÃO INDEVIDA - Infelizmente a maioria das operadoras de plano se saúde que atendem as empresas, quando são informadas pelo ex-funcionário que ele deseja continuar no plano da empresa, proíbem e dizem que ele não tem esse direito. Isso é ILEGAL

PREÇO ABUSIVO - Outras operadoras de plano de saúde quando são informadas pelos demitidos, até aceitam, mas cobram valores muito mais altos do que o cobrado da firma, o que torna impossível que este cidadão e sua família continuem com o plano de saúde.

ADVOGADO – Neste momento entra a figura do advogado. Você deve procurar seus direitos através de um advogado de sua confiança que possa buscar a justiça e nela declarar seu direito de retomar o plano de saúde da empresa com o valor justo e correto, igual ao pago pela empresa.

TEMPO DA AÇÃO – Em média tão logo seja ingressada com a ação judicial é possível solicitar uma medida de urgência e ativar o plano, assim temos em média até dois meses para reativar o plano com o valor correto.

DEVOLUÇÃO – Se você já está pagando o valor mais alto é possível reanalisar isso na justiça e reduzir o valor da mensalidade, devolvendo ao cidadão o que foi pago a maior indevidamente.

Saber seus direitos é fundamental para o sucesso e vitória de sua causa.

Acompanhe nossos novos artigos semanais no Blog, pelo Facebook e por nosso site.

Você gostou do BLOG da BMV? Indique-o para os seus amigos.

Deseja aconselhamento e maiores informações?

Entre em contato pelo e-mail abaixo: atendimento@bmvadvogados.adv.br